Início do conteúdo

Conheça o Brasil - População

Pirâmide etária

A pirâmide etária brasileira nos fornece importantes informações sobre natalidade, idade média da população, longevidade, entre outros temas.

 


Envelhecimento da população

A pirâmide acima mostra o envelhecimento populacional ocorrido na população brasileira de 2012 a 2018. Esta mudança pode ser observada pela menor porcentagem encontrada em 2018 nos grupos etários mais jovens (base da pirâmide), ao mesmo tempo em que houve aumento nas porcentagens dos grupos de idade que ficam no topo da pirâmide.

A distribuição da população residente do País por grupos etários mostrou a tendência de queda da proporção de pessoas abaixo de 30 anos de idade: em 2012 essa estimativa era de 47,6%, passando para 42,9% em 2018. Os grupos que compreendiam pessoas de 0 a 17 anos totalizavam 24,8%; os grupos de 18 a 24 anos e de 25 a 29 anos de idade correspondiam, respectivamente, a 10,9% e 7,2% da população residente.

A população acima de 30 anos de idade registrou um crescimento em 2018, atingindo 57,1%- estimativa maior que a de 2012 (52,4%). Os grupos de 30 a 39 anos, correspondiam a 15,9% da população residente. Já os grupos de 40 a 49 anos, 13,8%,  50 a 59 anos, 12%  e 60 a 64 anos, 4,9%. A parcela de pessoas com 65 anos ou mais de idade representava 10,5% da população.

Em 1940, a expectativa de vida ao nascer no Brasil era de 45,5 anos. Esta expectativa vem subindo desde então, e chegou a 76,2 anos em 2018. Enquanto a expectativa de vida dos homens é de 72,7 anos, a das mulheres chega a 79,8 anos (Fonte: Projeção da População Brasileira- IBGE).

Homens com perfil mais jovem

A pirâmide também nos permite observar que a população masculina apresentou padrão mais jovem que a feminina: na faixa etária até 24 anos, os homens totalizavam, em 2018, 18,2%, enquanto as mulheres, 17,5%. Por outro lado, os homens de 60 anos ou mais de idade correspondiam a 6,8% da população, e as mulheres dessa faixa etária, 8,6%.

Também notamos que, nos grupos de idade a partir dos 80 anos, a proporção de mulheres supera bastante a de homens. No Brasil, o homem geralmente morre antes que a mulher. Isso pode ser explicado por alguns fatores, como: maior consumo de álcool, tabagismo, doenças ligadas ao sobrepeso e violência urbana.

 

Quer saber mais?

Portal do IBGE PNAD Contínua 2018 - Características gerais dos domicílios e dos moradores

Canal do IBGE no YouTube IBGE Explica • Expectativa de Vida no Brasil

Agência IBGE de Notícias Número de idosos cresce 18% em 5 anos e ultrapassa 30 milhões em 2017

Agência IBGE de Notícias Cresce proporção de mulheres que tiveram filhos após os 30 anos

Agência IBGE de Notícias Idosos indicam caminhos para uma melhor idade

Agência IBGE de Notícias Expectativa de vida do brasileiro sobe para 76 anos; mortalidade infantil cai

Agência IBGE de Notícias Mortes violentas atingem até 11 vezes mais homens que mulheres jovens