Conheça o Brasil - População

Educação

Um dado importante sobre educação é o percentual de pessoas alfabetizadas. No Brasil, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) 2017, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade foi estimada em 7,0 % (11,5 milhões de analfabetos).

A taxa de 2016 havia sido 7,2%, sendo que o número de pessoas de 15 anos ou mais que são analfabetos apresentou uma redução de aproximadamente 300 mil pessoas.

Taxa de analfabetismo entre pessoas de 15 anos ou mais de idade, por Região (2016): Brasil 7,0%; Sul 3,5%; Sudeste 3,5%; Centro-oeste 5,2%; Norte 8,0%; Nordeste 14,5% 

A Região Nordeste apresentou a maior taxa de analfabetismo (14,5%), em torno de quatro vezes maior do que as taxas estimadas para as Regiões Sudeste e Sul (ambas com 3,5%). Na Região Norte essa taxa foi 8,0 % e no Centro-Oeste, 5,2%.

A taxa de analfabetismo para os homens de 15 anos ou mais de idade foi 7,1% e para as mulheres, 6,8%. Para as pessoas pretas ou pardas (9,3%), a taxa de analfabetismo foi mais que o dobro da observada entre as pessoas brancas (4,0%).

O nível de instrução foi estimado para as pessoas de 25 anos ou mais de idade, pois pertencem a um grupo etário que já poderia ter concluído o seu processo regular de escolarização.

Nível de instrução das pessoas com 25 anos ou mais de idade (Brasil - 2016): Sem instrução 7,2%; Fundamental incompleto 33,8 %; Fundamental completo 8,5%; Médio incompleto 4,4%; Médio completo 26,8%; Superior incompleto 3,6%; Superior completo 15,7%

No Brasil, a proporção de pessoas de 25 anos ou mais de idade que finalizaram a educação básica obrigatória, ou seja, concluíram, no mínimo, o ensino médio, passou de 45,0%, em 2016, para 46,1%, em 2017.

Também em 2017, 49,5% da população de 25 anos ou mais de idade estava concentrada nos níveis de instrução até o ensino fundamental completo ou equivalente; 26,8% tinham o ensino médio completo ou equivalente; e 15,7%, o superior completo.

O acesso à Educação de qualidade é direito fundamental para o desenvolvimento da cidadania e ampliação da democracia. Os investimentos públicos em educação são de extrema importância para a redução da pobreza, criminalidade e ampliação do crescimento econômico, bem-estar e acesso aos direitos fundamentais pela população.

 

 

Quer saber mais?

Canal do IBGE no YouTube IBGE Explica • ODS 4

Agência IBGE de Notícias Analfabetismo cai em 2017, mas segue acima da meta para 2015

Agência IBGE de Notícias Mais de 25 milhões de jovens não estudavam em 2017

Agência IBGE de Notícias ODS4: educação de qualidade, inclusiva e equitativa

Portal do IBGEInformativo PNAD-C 2017 - Educação

Portal do IBGE Estatísticas - Educação